Um mandado de prisão preventiva foi cumprido contra um suspeito de feminicídio tentado. Segundo a polícia, ele teria agredido a irmã com uma faca. Outro homem foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, que ele utilizava para ameaçar a filha e a esposa.

Dois homens foram presos, na manhã desta quarta-feira (12), em uma operação contra violência doméstica na Região Metropolitana de Porto Alegre. As ações ocorreram nas cidades de Canoas e Triunfo.

Um dos alvos da operação era um homem que estava foragido pelo crime de feminicídio tentado. Segundo a polícia, o suspeito teria agredido a irmã com um golpe de faca no pescoço, no dia 4 de agosto. Ela foi socorrida e hospitalizada.

Depois disso, o homem fugiu para o interior do estado. Ele foi encontrado, na manhã desta quarta, na cidade de Triunfo, onde a polícia cumpriu o mandado de prisão preventiva.

Outro homem foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. O suspeito possuía um revólver calibre 38 que, segundo a polícia, ele mantinha escondido no bolso de um casaco. A arma era utilizada para ameaçar a esposa e a filha de 10 anos.

A delegada Clarissa Demartini, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Canoas, destaca a importância da Lei Maria da Penha, que representa uma mudança cultural no tratamento dado aos casos envolvendo violência doméstica e familiar contra a mulher.

“O Brasil conta com um importante instrumento de combate à violência doméstica, sendo a Lei Maria da Penha considerada uma das melhores legislações do mundo. A Deam de Canoas marca o aniversário de 14 anos da lei mostrando à comunidade a sua eficácia e a importância de denunciar os agressores”, afirma a delegada.

O delegado regional de Canoas, Mario Souza, esclarece que o enfrentamento à violência contra a mulher é uma prioridade.

“É necessário que a população perceba a importância de ser protagonista no combate à violência doméstica. Todos nós podemos ajudar uma mulher que está inserida em um contexto de violência a se desvencilhar do agressor. É por isso que a Regional de Canoas promove ações no sentido de demonstrar à população que existem formas de combater à violência e ter uma vida em segurança”, afirma o delegado.

Segundo ele, mais ações estão programadas para ocorrer durante o mês de agosto.

Uma arma foi apreendida com um dos suspeitos — Foto: Divulgação/Polícia Civil
Uma arma foi apreendida com um dos suspeitos — Foto: Divulgação/Polícia Civil