O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou na manhã desta quinta-feira (29) que sua conta no Twitter foi utilizada indevidamente e que ele não foi responsável por chamar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de “Nhonho”.

Segundo Salles, ele sempre teve uma relação cordial com Maia. Ele também apagou o post com a ofensa ao presidente da Câmara dos Deputados. “Fui avisado há pouco que alguém se utilizou indevidamente da minha conta no Twitter para publicar comentário junto a conta do Pres. da Câmara dos Deputados, com quem apesar de diferenças de opinião sempre mantive relação cordial”, escreveu.

No último sábado (24), Maia saiu em defesa do general Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo, criticando Salles pela sua atuação no Ministério do Meio Ambiente e por ter externado conflitos internos da Esplanada.

“O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo”, escreveu o presidente da Câmara no Twitter. Na noite de quarta-feira (28), a conta de Salles no Twitter postou “Nhonho” em resposta ao comentário de Maia.