Pai de santo usava posição de líder religioso para abusar de crianças em templo no RS, conclui polícia

Homem de 62 anos está preso e foi indiciado pela Polícia Civil por estupro de vulnerável e coação. Duas vítimas, de 8 e 11 anos, foram identificadas até agora, mas pode haver mais.

A Polícia Civil indiciou um pai de santo de 62 anos pelo estupro de duas crianças, de 8 e 11 anos, e por coagir testemunhas a não incriminarem ele em Vera Cruz, a 161 km de Porto Alegre. Ele está preso preventivamente desde 18 de maio no Presídio Regional de Santa Cruz do Sul.

De acordo com a delegada Lisandra Carvalho, responsável pela investigação, o homem usava a posição de líder religioso para abusar de crianças em um templo onde atendia as mães delas na cidade. Em janeiro deste ano, uma das crianças contou para a mãe sobre os abusos que sofria. Ela, então, procurou a polícia (saiba, abaixo, como denunciar abusos).

Além das duas vítimas de abuso sexual já identificadas, a investigação indica que há outras. No entanto, detalhes não foram divulgados devido ao sigilo do processo investigativo.

O homem estava foragido desde abril deste ano e foi localizado em uma casa na cidade de Encantado que havia alugado dois dias antes da prisão, em 16 de maio.

Onde denunciar abusos sexuais
Polícia Militar – 190: quando a criança está correndo risco imediato
Samu – 192: para pedidos de socorro urgentes
Disque 100: recebe denúncias de violações de direitos humanos. A denúncia é anônima e pode ser feita por qualquer pessoa
Conselho tutelar: todas as cidades possuem conselhos tutelares. São os conselheiros que vão até a casa denunciada e verificam o caso. Dependendo da situação, já podem chegar com apoio policial e pedir abertura de inquérito.
Profissionais de saúde: médicos, enfermeiros, psicólogos, entre outros, precisam fazer notificação compulsória em casos de suspeita de violência. Essa notificação é encaminhada aos conselhos tutelares e polícia.
WhatsApp do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos: (61) 99656- 5008
Ministério Público
Delegacias especializadas no atendimento de crianças ou de mulheres
Qualquer delegacia de polícia

By Josias Menezes

Veja Também