André Scheibler (PSD) foi afastado por improbidade administrativa e quebra de decoro parlamentar. Defesa afirmou ao G1 que irá avaliar a decisão antes de se manifestar.

O vereador André Scheibler (PSD) teve o mandato cassado em sessão extraordinária, na manhã desta quinta-feira (13), na Câmara de Vereados de Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo. Com 16 votos favoráveis e uma abstenção, Scheibler foi afastado por improbidade administrativa e quebra de decoro parlamentar.

De acordo com o advogado Ezequiel Vetoretti, que representa o vereador, eles avaliam a situação para decidir se irão ingressar com uma ação declaratória de nulidade por vício no processo ou se irão acatar a decisão.

Este é o terceiro caso de um vereador cassado pelo parlamento municipal este ano. Os outros dois foram Alceu Crestani e Elo Schneiders, do mesmo partido. Scheibler estava afastado pela Justiça há cerca de 90 dias, enquanto estava instalada uma Comissão Parlamentar Processante (CPP).

Os vereadores acolheram quatro das oito denúncias em relação a Scheibler, entre elas a exigência, por parte do vereador, de uma parcela dos salários de seus assessores (prática conhecida como “rachadinha”), entre 2013 e 2018, e desvio de valores públicos.

Segundo Vetoretti, o vereador “está com a consciência tranquila, que ela é a melhor testemunha, e que o tempo mostrará quem está certo”.